Distúrbios Alimentares – Os Perigos da Anorexia e Bulimia


Há dois distúrbios alimentares que são muitos conhecidos pelas pessoas em geral, mas poucas conhecem a seriedade da doença. São a Anorexia e a Bulimia.

Neste artigo vamos te explicar tudo que você precisa saber sobre estes distúrbios alimentares. Assim você poderá identificar e ainda evitar passar por estes problemas.

O perigo dos distúrbios alimentares

Nem todo hábito alimentar ruim se configura em distúrbio, mas é importante estar atento. Os distúrbios alimentares estão se tornando rapidamente uma das maiores preocupações relacionadas à saúde nos dias de hoje.

O distúrbio alimentar se caracteriza por uma distorção na forma como o indivíduo se relaciona com a comida. Ele pode ser dividido em dois tipos: anorexia e a bulimia.

perigo transtornos alimentares

Apesar de semelhantes, estas duas doenças são diferentes entre si, assim como o tratamento também é. A incidência destes problemas acontece mais na população mais jovem, principalmente adolescentes e adultos jovens.

Muitos deles acabam se esforçando para viver de acordo com a imposição de um modelo de corpo ideal. Isso faz com que tenham uma baixa autoestima e uma autoimagem muito ruim, distorcida da realidade.

Eles sentem que a sua aparência não é o que deveria ser, começam a tomar medidas drásticas o que acaba causando os terríveis distúrbios alimentares.

De um modo geral, o pensamento falho e doentio das pessoas com essas doenças se caracteriza por uma obsessão pela perfeição do corpo.

Tanto a anorexia quanto a bulimia são problemas de saúde pouco perceptíveis. Por isso, as pessoas que sofrem com esta situação convivem por anos com este sofrimento, sem que ninguém perceba, de fato, que algo não está bem.

Pode acontecer até da própria pessoa não ter ideia do mal que está fazendo a si mesma e ao próprio corpo.

A seguir, descrevemos alguns dos sintomas que podem diferenciar uma dieta saudável e um distúrbio alimentar.

É dieta ou anorexia?

Ser capaz de reconhecer as diferenças entre uma dieta regular e a anorexia nas fases iniciais é importante. Quanto mais cedo você identificar o problema, mais fácil vai ser controlá-lo.

anorexia

Uma conversa com alguém que está fazendo dieta será bem diferente do que com uma pessoa anoréxica.  Aquela que faz a dieta regular tem o objetivo de melhorar a sua saúde em geral.

A anoréxica é invariavelmente preocupada com a perda de peso e não se importa como isso acontece. Muitas vezes chega a tomar medidas drásticas para atingir o objetivo. Veja os principais sintomas:

  • A anoréxica para de comer totalmente durante muitas horas ou pode comer de forma exagerada para depois vomitar (que seria um sintoma da bulimia também).
  • As pessoas anoréxicas despertam uma obsessão pela perda de peso e por mais que já estejam bem magras, não conseguem se reconhecer desta forma.
  • Verificação compulsiva dos rótulos dos alimentos e falar exageradamente sobre comida e os possíveis estragos dela na vida das pessoas também é um sintoma da anorexia.
  • As anoréxicas costumam pesar os alimentos e verificar o espelho constantemente para observar o ganho de peso ou gordura que a balança não detectou.
  • Procura o afastamento dos amigos e da família, assim como de eventos para evitar comer ou dar desculpas sobre isso.
  • A anoréxica alega sempre que está sem fome ou que acabou de comer algo para não ter que aceitar nenhuma oferta de comida.
  • A ida frequente ao banheiro logo depois de uma refeição pode sugerir problema com a comida.

O que é bulimia

A bulimia é um distúrbio alimentar no qual a pessoa exagera na ingestão de alimentos ou tem episódios regulares em que come em excesso e sente perda de controle.

Para evitar ganho de peso ela usa métodos como indução a vômitos ou abuso de laxantes. Sem tratamento, este ciclo de compulsão pode levar a graves problemas de saúde.

bulimia

No Brasil e no mundo, a Bulimia Nervosa é um distúrbio alimentar que afeta uma porcentagem elevada da população, sendo a maioria formada por mulheres jovens.

Encontrar o melhor tratamento para a doença é o passo mais importante. E poder contar com a ajuda de amigos, família e ajuda médica é essencial para vencer esta batalha.

Deixando claro que o tratamento ideal para o controle e a cura destes problemas não se resume apenas a novas maneiras de se alimentar. É preciso ir mais além e identificar as causas deste distúrbio. Na maioria das vezes, tem cunho emocional e exige tratamento psicológico.

Dicas para lidar com os distúrbios alimentares

Os distúrbios alimentares que são chamados também de transtornos alimentares afetam homens e mulheres de todas as profissões e em todos os lugares do mundo.

transtornos alimentares

O problema é sério e a ajuda profissional é necessária no processo de recuperação. Tenha em mente que é preciso lutar contra essa doença e as seguintes dicas podem te ajudar.

Receba as informações necessárias

Se há a suspeita de que você ou alguém próximo possa ter um distúrbio alimentar, uma das primeiras atitudes que você precisa tomar é procurar a ajuda de um profissional. Ele será capaz de fazer um diagnóstico e tirar suas dúvidas.

Aceitar que há um problema é o primeiro passo. Isto é difícil para muitas pessoas, mas é o primeiro passo importante no caminho para a recuperação.

Entenda o que a doença faz com o seu corpo

Conhecer os riscos que vêm junto com a anorexia e a bulimia, como alterações cardíacas e problemas com os outros órgãos, pode ajudar a se concentrar no objetivo de se curar. Os riscos à saúde são bastante graves que podem levar à morte, inclusive.

Tenha uma estrutura de apoio

Você vai passar por dificuldades se tentar combater esse distúrbio alimentar por conta própria. O ideal é contar com a ajuda de seus familiares e amigos, além de orientação médica, claro.

Tente encontrar grupos de apoio na Internet ou na sua cidade com pessoas que já passaram pelas mesmas situações que você está enfrentando. Saber que você não está sozinha em sua luta pode lhe ajudar muito!

Encontre outras coisas para manter sua mente ocupada

Você deve garantir sua saúde mental com estímulos positivos para superar a doença e recuperar a sua vida. Encontrar atividades interessantes e divertidas para fazer pode ajudar a manter sua mente relaxada durante o processo.

Ler, assistir a filmes e séries, aprender uma nova habilidade, ter aulas de dança, aprender um idioma são medidas importantes e eficazes para manter a mente sempre em forma.

Controle a sua alimentação

Não passe fome, quando você faz isso fica mais fácil disparar o gatilho da compulsão alimentar. O ideal é criar refeições programadas ao longo do dia e manter esta rotina, assim será muito mais fácil controlar a sua alimentação.

Então, qual é o peso saudável?

É possível saber o que é realmente um peso saudável? É impossível chegar a algum número arbitrário, porque todas as pessoas são diferentes e têm diferentes fatores que fazem com que seu peso ideal seja diferente de alguém que tenha a mesma idade, sexo e até mesma altura.

Um homem baixo, que pratica exercícios constantemente e tem grande volume de massa muscular pode ser mais pesado do que um homem mais alto e fora de forma.

Neste caso, mesmo que o homem mais baixo possa ser mais pesado, ele é mais saudável e está mais próximo do seu peso ideal para o seu condicionamento físico.

O que devemos considerar para definir o seu peso saudável

O tamanho da cintura (circunferência abdominal) é muito importante para determinar se uma pessoa está com um peso saudável ou não. Em geral, o tamanho da cintura, medido com uma fita métrica, deve ser metade da altura.

qual peso saudável

Se for maior que isso, é provável que você esteja pesado para sua altura. A gordura abdominal pode ser perigosa, pois tem relação com uma série de doenças, incluindo diabetes e doenças cardíacas.

O índice de massa corporal

O índice de massa corporal (IMC) é uma maneira simples, fácil e rápida de identificar se a pessoa está ou não acima do peso ideal. Ele é baseado em dados definidos internacionalmente e servem como um direcionamento.

Você pode encontrar calculadoras de IMC online facilmente. Elas mostram se você está com sobrepeso ou abaixo do peso para sua altura. Basta dividir o seu peso pelo resultado da multiplicação da sua altura duas vezes.

balanca imc

A fórmula para o cálculo do IMC é esta: IMC: Peso / Altura². A classificação é esta abaixo

Abaixo do peso: Abaixo de 18.4
Peso normal: 18.5 – 24.9
Sobrepeso: 25.0 – 29.9
Obesidade Grau I: 30.0 – 34.9
Obesidade Grau II: 35.0 – 39.9
Obesidade Grau III: Acima de 40

Apesar de não ser definitivo, pois muitas outras variáveis devem ser levadas em consideração, o número do IMC pode ser considerado como o pontapé inicial para quem está desejando mudar a sua rotina e levar uma vida mais saudável.

Como chegar ao peso ideal

A maneira mais saudável de chegar ou se manter no peso ideal é mantendo uma rotina adequada de alimentação saudável. Não há necessidade de seguir dietas restritivas ou apelar para hábitos nocivos à sua saúde para perder peso.

como chegar ao peso ideal

É assim que os portadores de distúrbio alimentar devem pensar e devem agir. O tratamento deles também é voltado para a compreensão deste fato. A conta para emagrecer é simples, apesar de exigir esforço e compromisso.

É preciso gastar mais calorias do que consome, mas desde que de uma maneira saudável e sem excessos. Tente respeitar prazos e o tempo que o próprio corpo leva para atender aos novos estímulos.

O fato é que os distúrbios alimentares estão sendo cada vez mais discutidos e compreendidos por quem sofre, pela família, amigos e médicos que fazem o acompanhamento. E tudo isso é muito importante para a recuperação total do paciente.


Escreva um Comentário